Você planeja a merenda da escola, a roupa da festa da prima, o passeio do fim de semana.
Mas não planeja estratégias para lidar com as emoções da criança.

Já percebeu?
Lidar com as emoções das crianças não entra dentro do nosso planejamento.

Vamos nos organizando para receber um bebê, fazemos cursos de pais para aprender a trocar fraldas, e tantos outros… mas não fazemos um pré-natal psicológico (nem somos orientados para isso) .

Somos invadidos por emoções intensas, nossas vidas mudão completamente, mas vamos levando:
“deve ser só uma fase” ou “isso é coisa de criança”.

Planejamos tudo para cercar nossos filhos dos melhores cuidados, mas dificilmente incluímos na lista estudos sobre desenvolvimento infantil ou as emoções dos pequenos.

E seguimos levando o barco, a vida de outra pessoa, as vezes às cegas. .

“Ah, Cecilia, mas as pessoas sempre se ‘criaram’ desse jeito e não dá certo?”

Dá?
Você vê uma sociedade saudável? Percebe pessoas que sabem lidar com suas emoções ou que só fingem que elas não existem? Talvez por eu estar atendendo pessoas com conflitos emocionais durante 14 anos, tenha uma visão mais próxima do que não é saudável.
Mas basta dirigir um pouco em um engarrafamento ou ir a um estádio no final de um campeonato para perceber que não.

Precisamos dar conta das nossas emoções e das emoções das crianças principalmente.
E precisamos estudar para isso também! ❤️

Por
Ana Cecilia Prado Sousa
Psicóloga infantil, especialista em Neuropsicologia e mãe de duas.
CRP 11/03832
Instagram: @crescer_devagar


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *